Uma ação vale muitas palavras

avaliacao_3

Nós estamos em fase de encerramento das atividades do DENGO nos CCA’s (Centro para Crianças e Adolescentes) com os quais temos parcerias

Nesse ano realizamos diversas atividades que envolviam conceitos como a Língua Portuguesa, diversidade, cultura, origem das palavras, identidade, patrimônio, leitura, poesia e brincadeiras e acreditamos que essas atividades proporcionaram trocas positivas tanto para o grupo e nós educadores.

Uma das formas que utilizamos para avaliar as atividades e o nosso trabalho foi por meio de uma dinâmica de palavras. Pedimos para que o grupo escolhesse algumas palavras que representava e definissem as nossas ações, atividades e o nosso trabalho.

Durante a dinâmica fomos junto com o grupo relembrando as atividades que eles mais gostaram e que menos gostaram. O grupo se dividiu em trios ou duplas e começaram a escolher as palavras que levamos, mas houve a necessidade de algumas pessoas escreverem sua própria definição.

avaliacao_1

CCA Casa do Cristo | Foto: Letícia Barreira

Ao resultado da dinâmica foi muito construtivo, as palavras nos ajudaram a refletir sobre a nossa ação e as atividades realizadas nos CCA’s

avaliacao_2

CCA Coração Materno | Foto: Jayson Miranda

Olá Professor! Já pensou em fazer uma avaliação das atividades do bimestre através de uma dinâmica de palavras?

Escolha alguns conceitos chaves trabalhados, palavras que definam sensações e sentimentos que possam ter surgido durante as atividades e escreva em cartões coloridos. Repita várias vezes as palavras, para que mais de um aluno possa escolher o mesmo conceito ou sensação, e deixe alguns cartões em branco, para que os alunos possam colocar novas palavras. Proponha um aquecimento da memória, relembrando com o grupo as atividades que realizaram durante o bimestre, antes de dividi-los em grupos pedir que escolham palavras que melhor definam as atividades, tanto em termos de conceitos que aprenderam, quanto o que sentiram ao realizá-las. 

Se você usar essa dinâmica compartilhe conosco sua experiência com: #criemlp #educativoevcmlp #educativomlp

Mesa Redonda

centro-de-ref

No próximo dia 23 de Novembro acontece uma mesa redonda organizada pelo Centro de Referência de Educação em Museus do Museu da Língua Portuguesa. O encontro tem como tema um debate sobre a profissionalização e a formação do educador em museus. Esse debate conta com a presença de três convidados da área de educação museológica: Amanda Cuesta, educadora e supervisora de ações educativas; Camilo Vasconcellos, docente do MAE – USP e coordenador do Programa de Pós Graduação em Museologia da USP e Neide A. de Almeida, coordenadora do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil e docente e pesquisadora em leitura e literatura do IBEAC – Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário.

O encontro acontece na próxima quarta feira, dia 23 de Novembro das 15h às 17h no auditório do Museu do Futebol.

Para participar, basta realizar a inscrição através do e-mail: centro@museulp.org.br. São disponibilizadas 160 vagas e 4 vagas para cadeirantes.

A inscrição é gratuita e feita apenas por e-mail.

O hábito de frequentar museus tem aumentado e com isso aumenta também a necessidade de educadores nessas  instituições. Como um educador se prepara para atuar em instituições museais? E a formação deste profissional? Será que é possível uma graduação para este cargo? E como você enxerga a profissionalização do educador em museus? Se você é educador, trabalha na área de museus ou pensa e estuda a respeito, participe do encontro e deixe aqui as suas impressões.

Bingo!

Bingo, além de ser o nome de um jogo, usamos também quando alguém acerta em cheio alguma coisa, lembra de algo ou responde corretamente a uma pergunta.

Na última semana, nas atividades do Dengo nos CCA´s, levamos um Bingo de palavras que teve o maior sucesso, ou seja, Biiiingo!

Esse Bingo de palavras foi um pouco diferente, onde, no lugar dos números, colocamos palavras que usamos na nossa língua, porém como elas eram em sua origem, sendo assim, ao invés de escrever Bagunça, colocamos Bulungunza, como na sua origem do Quicongo.

O sorteio das palavras deu abertura para que as crianças associassem as línguas de origem com a nossa língua atual, uma vez que, ao invés de sortear as palavras como estavam na tabela do Bingo, sorteávamos essas palavras na forma como falamos atualmente.

As crianças se divertiram muito, e ajudavam uns aos outros nas associações e conexões da palavra com a sua origem, deixando de lado a idéia de competição.

bingo

E aí, já pensou em fazer você mesmo um Bingo temático para jogar com seus amigos?

Antes de tudo, escolha um tema para seu jogo. Para ficar mais divertido você também pode brincar de fazer associações. Pode brincar, por exemplo, com regionalismos ou gírias. Basta na hora do sorteio pegar uma palavra que deve ser associada ao seu significado ou sinônimos que estarão nas cartelas.

Atenção: Faça uma quantidade de cartelas correspondente ao número de participantes. Só não esqueça que as cartelas devem ser diferentes umas das outras!

Pronto! Agora é só começar a brincadeira!

Compartilhe com a gente pelas hashtags: #criemlp #educativoevcmlp #educativomlp

UM MUSEU FECHADO DEIXA DE EXISTIR?

Esta semana visitamos o educativo do Museu Paulista. Esta visita fez parte de uma série de outras, realizadas por educadores que participaram do curso ‘Educação em Instituições Culturais’, ministrado este ano pelo educativo do MLP em parceria com o SISEM.

O Museu Paulista está fechado, assim como o nosso, mas, continua a existir para você, público, por saber que a atividade educativa e cultural de um museu pode sim acontecer mesmo estando o seu acervo indisponível. Isto mostra o valor da cultura e da educação e o real significado de um local chamado museu. Museus são mais que suas paredes?

Pense numa visita que você já fez em qualquer museu, aquela que você tenha gostado muito (ou não). Relembre o que você viu e ouviu. Este museu está vivo em suas lembranças. Anote num papel, desenhe um esquema e ordem de visitação. Agora diga, qual palavra você usaria para resumir este museu a partir da sua visita? Outra coisa: você acha que alguma atividade, jogo ou ação sobre algo que você viu neste museu poderia acontecer em algum outro lugar?

Para saber mais sobre nossas atividades continue explorando nossa plataforma educativa e também nosso facebook. Compartilhe com a gente o que você acha disso tudo: #criemlp #educativoevcmlp#educativomlp.

 

Centro de Referência de Educação em Museus

Na quinta-feira, dia 27 de novembro realizamos mais um encontro do Centro de Referência em Museus.  Dessa vez continuamos as discussões iniciadas no I Encontro de Educadores dos Museus realizado pela Secretaria da Cultura do estado de São Paulo.

O encontro teve duas palestras feitas pela Rita Bredariolli e a Valéria Alencar e teve como foco o histórico da Educação em Museus e o papel desempenhado pelos educadores. No final das apresentações contamos com uma roda de debates e perguntas realizadas pelo público que contava com professores, educadores e estudantes da área de museus, escolas e centros de cultura.

A Rita Bredariolli apresentou a palestra “Na ‘floresta de símbolos’: o museu como lugar conhecibilidade sensível inteligível”, contextualizou o início dos trabalhos educativos no Museu de Arte de São Paulo.

dsc_0022

Foto: Rafael Cavinato

 

A palestra da Valéria Alencar “Mediação Cultural como proposta educativa: conceituação, história e contaminação”, abordando o conceito de mediação cultural e os trabalhos dos educativos da Bienal e Museu Paulista.

 dsc_0047

Foto: Rafael Cavinato

O público participou com perguntas e relatos de experiências de trabalhos em educativos de museus.

dsc_0027

Foto: Rafael Cavinato

 Como você visita os museus? É necessária a presença do educador? Comente nosso blog suas impressões sobre o trabalho dos educativos em museus. 

Iremos promover mais um encontro do Centro de Referência em Museus com a participação da Amanda Cuesta Educadora e Supervisora de Ações Educativas; Camilo Vasconcellos, docente do MAE-USP e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Museologia da USP ; e a com Neide A. de Almeida Coordenadora do Núcleo de Educação do Museu Afro-Brasil e docente pesquisadora em leitura e literatura do IBEAC – Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário. O tema do encontro será: “Educador em museus – profissionalização?” Irá acontecer no dia 23 de novembro das 15h às 17h no auditório do Museu do Futebol. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail centro@museulp.org.br.

Marque com as hashtags: #criemlp#educativoevcmlp #educativomlp